Artigo

Artigos

Férias escolares: descanso, festa ou estado de espírito?

A maior parte da população aguarda ansiosamente o período de férias. Mas qual o real significado dessa palavra oriunda do latim? De acordo com a etimologia o significado de feriae  é “dia de descanso ou dia dedicado às festas”. Ambas as definições continuam permeando nosso ideário de uma parada. Férias – um direito da criançaSe […]


Em 03 de julho de 2018

Compartilhar este artigo

A maior parte da população aguarda ansiosamente o período de férias. Mas qual o real significado dessa palavra oriunda do latim? De acordo com a etimologia o significado de feriae  é “dia de descanso ou dia dedicado às festas”. Ambas as definições continuam permeando nosso ideário de uma parada.

Férias – um direito da criança
Se o atual sentido de férias é a representação de uma época do ano reservada para o descanso, seja estudantil ou profissional, como gozar delas de forma mais proveitosa? Em geral, férias são atreladas a períodos mais livres em que horários, disciplinas e regras são quebrados ou modificados. É um tempo de sair da rotina com atividades diferentes do cotidiano. No Brasil, o assunto férias recebe destaque até em forma de lei na Constituição Federal, no 7º artigo, inciso XVII, na CLT no 129º artigo e no Estatuto da Criança e adolescente. Também é um dos princípios da Declaração Universal dos Direitos das Crianças. Na Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, 192 países reconhecem que as crianças têm direito ao descanso e ao lazer, ao divertimento, às atividades recreativas próprias da idade e à livre participação na vida cultural e artística. Todos adultos podem contribuir para que esses direitos sejam assegurados.

Férias também é organizar tempo para ler um livro, fotografar, é época de brincar, é tempo de limpar as mochilas e lancheiras, tempo de terminar um trabalho pendente, tempo de separar roupas que não servem mais, tempo de comprar coisas novas, de passear, de visitar amigos, de ir ao médico, de fazer exames, de ir ao dentista,  ao cabeleireiro, enfim, fazer coisas diferentes e ainda repor as energias. Aproveitar esse período e quando possível, na companhia dos pais e da família é realmente um privilégio.
Marcar a memória
O Colégio Suíço-Brasileiro atribui muito valor às férias. As 4 paradas oficiais no calendário letivo durante o ano, recompõem tanto alunos, como nossos professores.

Férias estão, em geral, ligadas a viagens, hotéis, com gastos, mas férias também podem ser muito em conta. Muito importante é montar novas marcas e memórias na vida dos filhos. Férias são potencializadas, quando atreladas a uma tríade composta, em geral, por alimentação mais saudável, a prática de exercícios variados e um sono regulado. Segundo neurologistas, no período de férias é importante não se desregrar totalmente. É importante não dormir demasiadamente e nem de menos. Manter uma certa rotina, mesmo que esta seja mais flexível, acaba sendo benéfico. Férias contribuem na restituição da saúde psíquica, física e mental do profissional e do aluno. Mesmo quando o período de férias dos responsáveis e dos alunos não coincidem, é possível separar um tempo para se dedicar às atividades diferenciadas para curtir as férias, seja com saídas, comidas especiais, um cineminha, conhecer o novo parque, um piquenique, um jogo de mesa ou virtual… É muito importante chegar ao final destes dias e consegui relatar o que de importante e diferente ocorreu. Não é somente como na ideia antiga de retornar ao colégio e precisar escrever uma redação típica: Minhas férias!  É mais na profundidade dos marcos e das memórias que ocorreram na mente das crianças, adolescentes ou adultos.
Ajudar os filhos a planejar as férias
O tempo livre também deve ser respeitado e repensado. Chama atenção, porém, que muitas vezes, estar livre e de férias, limita-se ao uso exacerbado de muitas mídias, uso de redes sociais e de eletrônicos. Um risco alto é de consumir inúmeras horas para esse fim e a sensação de que férias foram curtas demais, só se acentua reforçando a sensação de que mais um dia passou e nada de útil foi feito.

Os pais podem e devem auxiliar os filhos no planejamento do tempo livre em relação às férias. É importante ter um tempo onde os eletrônicos fiquem a todo vapor, onde o encontro virtual com os amigos ocorra, mas em antítese, outros momentos devem promover o desligamento de todo esse aparato e a criatividade dever ser ativada para vivenciar algo distinto. Que tal investir tempo num hobby ou se permitir descobrir um? Existe um tempo para cada etapa. Tempo de silenciar-se, tempo de curtir, tempo de meditar, tempo de parar – o que é uma arte, tempo de refletir, tempo de estudar, tempo de descansar…

Tempo é uma unidade de medida que passa tão rapidamente, que não pode ser freado e que não pode ser repetido. E justamente por essa constatação, a necessidade de registrar períodos como o das férias, acaba tornando-se um desafio. Fazer das férias um período especial, quase uma festa, como na definição da palavra, torna-se parte de um estilo de vida que também contribui na formação de nossos alunos e profissionais.

Férias proporcionam tempo de repouso, descanso e encantamento, também contribuem no vivenciar de valores, bem como, auxiliam na construção de memórias de vida.
O Colégio deseja boas férias! Viva com intensidade!