Artigo

Artigos

Festas infantis e tradições

Antigamente, a organização e o gerenciamento do dia a dia da família eram de responsabilidade principalmente das mulheres e mães. Elas se dedicavam também à realização das festas familiares e à manutenção das tradições existentes. Devido ao aumento da atividade profissional das mulheres, porém, sobra cada vez menos tempo para cultivar tradições e rituais na […]


Em 05 de setembro de 2018

Compartilhar este artigo

Antigamente, a organização e o gerenciamento do dia a dia da família eram de responsabilidade principalmente das mulheres e mães. Elas se dedicavam também à realização das festas familiares e à manutenção das tradições existentes.

Devido ao aumento da atividade profissional das mulheres, porém, sobra cada vez menos tempo para cultivar tradições e rituais na família. Muitas vezes, essa razão faz com que a responsabilidade de planejar os detalhes e de realizar a festa, acabe sendo passada a empresas terceirizadas.* Nesse tipo de evento, infelizmente, a participação e a criatividade das crianças não são estimuladas e requisitadas para a preparação e organização da festa. Isso significa que, nesses casos, elas se tornam simplesmente consumidoras. Além disso, as crianças não terão aqueles bons momentos de alegria antecipada, de suspense e alegria que seriam vivenciados conscientemente durante a participação ativa da preparação das festas.

Festas e comemorações têm uma grande importância na vida das crianças. As experiências e vivências em contato com tradições transmitem segurança e amparo e fortalecem o espirito de coletividade. Eventos que acontecem todos os anos, como p. ex., Festa Junina, Festa da Lanterna e festa de aniversário, também proporcionam uma noção de tempo.

No Colégio, a preparação, organização e comemoração de festas juntamente com as crianças faz parte do nosso trabalho pedagógico e acompanha o nosso dia a dia durante todo o ano letivo. De acordo com a idade das crianças e com a época do ano, elas aprendem as tradições. Além disso, elas aprendem outras culturas e as suas respectivas tradições.

Queremos que as festas infantis sejam vivenciadas e percebidas com muito prazer e com todos os sentidos, ou seja, com a cabeça, o coração e as mãos, para que as experiências positivas e as recordações acompanham as crianças durante toda a sua vida.

 

 

 

 

 

*Fonte: Kita-Handbuch Kinder Brauchen Traditionen

Ingeborg Becker-Textor und Martin Textor