Artigo

Artigos

Quando histórias se entrelaçam: a cidade de Pinhais e o Colégio Suíço-Brasileiro

O Colégio Suíço-Brasileiro possui atualmente 710 alunos e a população de Pinhais está estimada em 132.157 habitantes, conforme dados do IBGE de 2019. Antigamente, Pinhais pertencia ao município de Piraquara, até que, no ano de 1991, foi realizado um plebiscito e 87% da população distrital (20.456) se mostrou favorável à emancipação. Então, em 20 de março de […]


Em 07 de abril de 2020

Compartilhar este artigo

O Colégio Suíço-Brasileiro possui atualmente 710 alunos e a população de Pinhais está estimada em 132.157 habitantes, conforme dados do IBGE de 2019. Antigamente, Pinhais pertencia ao município de Piraquara, até que, no ano de 1991, foi realizado um plebiscito e 87% da população distrital (20.456) se mostrou favorável à emancipação. Então, em 20 de março de 1992, Pinhais foi elevada à categoria de município e desde então esta é uma data festiva no calendário da cidade. 

Quando a nova cidade já caminhava com os primeiros passos mais firmes, surgiu a oportunidade de receber um colégio internacional, e assim começou a história da nossa Schweizerschule com Pinhais.

O colégio, fundado em Curitiba no dia 10 de junho de 1979, junto com a fundação da Associação Escola Suíço-Brasileira, mudou-se para Pinhais e foi construído em 1992 e então em 8 de março de 1993, um novo ano letivo teve início para 216 alunos, agora em uma sede própria, instalada num terreno de 13.000m², na rua Wanda dos Santos Mallmann, nº 537, na nova e, para alguns desconhecida, cidade de Pinhais. 

A Educação Infantil teve início em 1995 e em 1996, o colégio passou a ser reconhecido oficialmente pelo seu ensino bilíngue. A partir disso, passamos a contribuir com Pinhais na formação de cidadãos poliglotas para a cidade que crescia pouco a pouco. 

Assim como na cultura suíça, a democracia e a participação popular são elementos que caracterizam o nosso país e em especial Pinhais, onde os movimentos sociais  foram a base que possibilitou a construção desse novo espaço público. A cidade formou uma equipe para o Projeto Identidade Pinhais, que registrou as Associações de Moradores, resgatando documentos, memórias, fotos e reunindo toda a sua história de formação. Esses registros foram descritos por Michael Pollak no livro Memórias e Identidade Social, de 1992.

A equipe que levantou toda essa história de Pinhais também registrou esse projeto integrando dados das áreas da identidade social, cultural, empresarial e turismo, dando  origem ao livro Identidade Pinhais, publicado em 2010. O colégio se sente parte dessa história, estando presente já há 4 anos no Conselho Municipal de Educação como representante das escolas privadas da cidade. 

São muitas parcerias, pois o colégio atrai pais que querem investir na cidade, comprando casas, abrindo comércio ou até mesmo implantando indústrias. Para o município também é importante ter como vizinho  um colégio internacional que logra êxito em certificações estrangeiras como o IB – Bacharelado Internacional, em vestibulares e no ENEM, além de ser reconhecido oficialmente pelo governo da Suíça. 

A presença da escola tem um impacto na cidade; um exemplo recente é a passarela — a primeira de Pinhais — que liga o prédio novo à construção principal do colégio. Foi graças ao colégio que vereadores votaram uma lei permitindo a instalação de uma passarela que garante a segurança na travessia dos alunos entre os prédios. 

Pinhais é uma cidade que zela pela natureza; 1/3 de seu território é de proteção ambiental. O colégio, além de preservar um bosque ao lado dos chalés da Educação Infantil, também trabalha com os alunos os conceitos e a prática da sustentabilidade.  Adotamos o slogan plástico zero e todos da comunidade escolar trazem sua própria garrafinha ou copo reutilizável para beber a água limpinha da cidade. 

E assim caminhamos, cada um num ritmo próprio, mas com algo em comum: um crescimento orgânico e um futuro promissor.

Parabéns, Pinhais, que no mês de março completou 28 anos com muita maturidade e prosperidade. 

Desejamos que o Colégio Suíço-Brasileiro, que neste ano completa 40 anos, possa contribuir cada vez mais para o pleno avanço desta cidade!