Artigo

Artigos

Um musical – Múltiplas Inteligências

[smartslider3 slider=6]   Segundo um longo estudo realizado pelo renomado neurocientista Prof. Dr. Manfred Spitzer, atual diretor médico da Universidade de Ulm, na Alemanha, a matéria escolar mais importante é Música, seguida por Educação Física, Teatro, Artes e Trabalhos Manuais. A música, historicamente, desempenhou um papel importante, desde as áreas socioculturais e motora até a […]


Em 07 de março de 2019

Compartilhar este artigo

[smartslider3 slider=6]

 

Segundo um longo estudo realizado pelo renomado neurocientista Prof. Dr. Manfred Spitzer, atual diretor médico da Universidade de Ulm, na Alemanha, a matéria escolar mais importante é Música, seguida por Educação Física, Teatro, Artes e Trabalhos Manuais. A música, historicamente, desempenhou um papel importante, desde as áreas socioculturais e motora até a cognitiva. Sabe-se, por experiência, o que Manfred comprovou cientificamente.

Os aspectos que o Colégio Suíço-Brasileiro tem explorado através do projeto de bandas, o qual foi criado em 2008, são justamente as múltiplas inteligências que a música e um projeto desse porte permitem trabalhar. Os alunos que participam da banda têm um visível avanço linguístico, visto que há um contato intenso com muitas línguas modernas, nas quais as obras musicais executadas nos shows foram compostas, o que se reflete na capacidade comunicativa dos integrantes desse projeto. Outra habilidade bastante presente é a motora e rítmica, bem como da social e afetiva, dado o fato desses alunos atuarem e conviverem com colegas de diferentes idades e séries, inclusive de outras instituições de ensino, além de terem de participar de todo o conceito logístico, estrutural e financeiro que envolve cada apresentação local ou viagem mais longa. O aspecto cultural é amplamente trabalhado nesse meio, pois há um estímulo muito forte para que todos participem de intercâmbio musicais constantes com escolas de outras cidades, até de outros estados e países.

Com o intuito de comemorar o jubileu de 10 anos de existência do projeto de bandas, entrou-se numa área ainda pouco explorada por nossos alunos da banda até o momento, que é justamente a criação de um musical. Dada a experiência acumulada em uma década de shows, a “banda da escola”, como o projeto é carinhosamente denominado, resolveu encarar o desafio, quando instrutor e duas alunas decidiram, literalmente, desenhar um roteiro, cujo esboço textual fora feito meses antes. Com a ajuda incondicional de professores, de pais, das coordenações, da direção escolar e até de ex-alunos, o musical tomou forma definida quando se criou um setor de danças na escola, exclusivamente para o evento e quando obteve o apoio de dramaturgo e de coreógrafo convidados. Exatos 12 meses foram necessários para transformar os ingênuos rabiscos artísticos e textuais do roteiro em um grandioso espetáculo, cantado e apresentado em cinco Línguas, cujo título foi inspirado no consagrado conto dos Irmãos Grimm e na trajetória árdua e linda do projeto de bandas do Colégio Suíço.

O imenso esforço de criação foi então finalmente compensado. Entre os dias 21 de setembro e 13 de outubro de 2018 o aclamado musical O Músico de Bremen“ rodou 4.000 km. Nossos alunos do 5˚ Ano-EF ao 3˚ Ano-EM se apresentaram em Pinhais – PR, Porto Alegre – RS e em Montevidéu – Uruguai, nos palcos do Colégio Suíço-Brasileiro de Curitiba, do Instituto Goethe-Porto e da Escola Alemã de Montevidéu, respectivamente. As apresentações do nosso musical, desde a première em 2017 até o final de 2018, contaram com a presença maciça do público, que somou um total estimado de 1.470 espectadores. Para 2019 há a expectativa de participarmos de festivais regionais com esse musical, que conta com uma equipe de mais de 30 pessoas. A banda está muito orgulhosa por ter inventado uma forma “Colégio Suíço de fazer musical, como escreveu um grande apoiador do projeto. Que venham mais oportunidades riquíssimas de intercâmbio e de aprendizagem para nossos jovens alunos-artistas como essa!