Intercâmbio

Viagens de Estudo ao Exterior e Intercâmbio

Política e Programa de Intercâmbio

1.     Viagem de estudos nas férias (julho)

É uma viagem de aproximadamente 4 semanas, coordenada pelo Colégio, juntamente com uma agência, ou diretamente. Acontece em anos alternados.

Esta viagem se destina a alunos a partir do 9º ano EF2, matriculados nas respectivas línguas estrangeiras. Para participar da viagem, as famílias destes alunos devem estar em dia com as mensalidades no Colégio.

Os grupos de alunos são acompanhados por um ou mais professores do Colégio, podendo ser os professores organizadores ou outros definidos pela Gestão.

1.1.   Viagem a país de língua alemã

Programa: 1 semana de intercâmbio com uma escola alemã; hospedagem em casas de famílias. O objetivo é vivenciar o dia-a-dia dos alunos na Alemanha; 2 semanas de curso de Alemão em escola especializada;1 semana de turismo na Suíça.

Os custos com transporte, estada, alimentação e documentação necessária dos professores acompanhantes são rateados entre os alunos participantes.

1.2.   Viagem a país de língua francesa

Programa: curso de Francês.

Ocorre sob demanda, quando um grupo de alunos se dispõe a participar.

Os custos com transporte, estada, alimentação e documentação necessária dos professores acompanhantes são rateados entre os alunos optantes.

1.3.   Viagem a país de língua inglesa

Programa: curso de inglês no Canadá ou em outro país de língua.

Os custos com transporte, estada, alimentação e documentação necessária dos professores acompanhantes são rateados entre os alunos participantes.

2.     Recebimento de intercambistas no Colégio Suíço-Brasileiro de Curitiba

2.1.   Hospedagem

São usados os seguintes critérios, e nesta ordem de importância, para a seleção das famílias que hospedam um intercambista: idade, sexo, quarto individual, alergias (ex.:animais domésticos), alimentação especial (ex.: vegetariano), distância do Colégio/ transporte, aluno já esteve em programa de intercâmbio, tempo de lista de cadastro.

2.2.   Aulas de Português

Os alunos de escolas parceiras têm direito a 2 aulas semanais de Português.

2.3.   Transporte

O transporte casa/escola/casa deve ser providenciado pela família hospedeira.

2.4.   Ano/Série/Turma/Horário

O aluno pode acompanhar a turma da sua idade ou seguir um horário montado especialmente para ele, observando os seus interesses e as línguas faladas por ele.

2.5.   Documentação escolar

Matrícula ou similar, caso necessário, deve ser feita na Secretaria pela pessoa responsável (família hospedeira).

2.6.   Pagamento

O intercambista deve pagar um valor de 150,00 Euros mensais para a família hospedeira, quitando, com isso, os custos de transporte e alimentação no Colégio.

2.7.   Vagas

Para o bom andamento das aulas o número de intercambistas no EM não deve ultrapassar a 3 alunos. Cada pedido que ultrapassar este número deve ser avaliado pela Gestão.

2.8.    Duração

Os intercâmbios em nosso Colégio podem permanecer de 1 semana a 6 meses. A partir de 7 meses, os intercambistas se tornam alunos regulares, com todas as implicações de uma matrícula escolar comum.

3.     Alunos do Colégio que procuram intercâmbio fora do Brasil

Os alunos podem ser auxiliados na procura de um intercâmbio, quando este for feito nas escolas parceiras. Quando o intercâmbio é uma iniciativa particular, o Colégio auxilia com o preenchimento dos documentos necessários e regulamentação da vida escolar do aluno.

O intercâmbio somente se concretiza quando a escola parceira encontra uma família disposta a hospedar nosso aluno.

3.1.   Escolas parceiras

Alemanha: escolas parceiras: Göttembach Gymnasium,  Idar-Oberstein; Albertus-Magnus-Gymnasium, Bensberg.

Suíça: escolas públicas de Aargau.

Escolas suíças em outros países.

3.2.    Matrícula e mensalidades

O Colégio cobra uma taxa administrativa que consta no contrato do ano letivo vigente.

3.3.   Inscrições

O aluno interessado em intercâmbio fora do Brasil deve procurar a Coordenação com, no mínimo, 6 meses de antecedência.

3.4.   Critérios

As notas do aluno interessado em intercâmbio devem estar, preferencialmente, em torno de 8.0 (oito inteiros), não devendo estar abaixo da média 6.0 (seis inteiros) em nenhuma matéria. São analisados também a idade, o comportamento e a capacidade de recuperação/adaptação ao retornar. A família deve estar em dia com as mensalidades no Colégio.

3.5.   Vagas

O Colégio auxilia até 6 alunos por período de intercâmbio. Os critérios destas vagas seguem a ordem de inscrição, as notas do aluno, o comportamento, a quitação das mensalidades e decisão final da Gestão.

3.6.   Período e Duração

O Colégio aconselha intercâmbios de 1 mês a 3 meses de duração, sendo o melhor período o do 1º semestre da 2ª série do EM. Intercâmbios nas escolas parceiras costumam ser de um bimestre.

Durante os dois anos de IB o aluno não poderá fazer intercâmbio em período letivo.

3.7.   Responsabilidade no exterior

A família hospedeira assume responsabilidade sobre o intercambista e suas ordens são soberanas. Durante o intercâmbio o aluno deve se submeter às regras da escola e da família hospedeira.

3.8.   Viagem

A passagem aérea é de inteira responsabilidade da família, que também deverá providenciar os documentos necessários (passaporte, autorização de viagem desacompanhada de menor, visto de estudante para períodos superiores a 3 meses).

3.9.   Seguro

O seguro (obrigatório) deverá ser providenciado pela família do aluno intercambista.

3.10.   Conteúdo/faltas/provas

O aluno e sua família são responsáveis pela reposição/recuperação da matéria não vista no Colégio.

Caso o aluno continue matriculado, as faltas serão registradas no Diário de Classe; mas, mediante apresentação da declaração de atendimento de aula no exterior, estas não serão registradas no boletim escolar.

Provas não feitas durante o período de intercâmbio serão ignoradas, não tendo o aluno direito a 2ª chamada.

3.11.   Regulamentação da vida escolar ao retornar ao Colégio

3.11.1 o aluno que se ausentar por um período de até 2 bimestres (no 1º semestre), não precisará repetir o ano, desde que comprove que frequentou uma escola no país visitado e atinja notas suficientes em todas as matérias  ao retornar a frequentar as aulas no Colégio de origem novamente. Ele deve trazer um relatório assinado em folha timbrada pela Direção/Coordenação da escola no exterior, comprovando a assiduidade e aproveitamento;

3.11.2  o aluno que se ausentar no 2º semestre, deverá ter os seus documentos escolares validados com um carimbo do consulado brasileiro no país visitado. Esses documentos deverão ser traduzidos por tradutor juramentado e entregues à Secretaria. De posse destes documentos, o Colégio entrará com o processo de equivalência das notas. Na impossibilidade de equivalência, o aluno terá que fazer provas no Colégio, num processo de classificação, comprovando a sua capacidade para frequentar as aulas da turma da qual fazia parte antes do intercâmbio;

3.11.3  as notas do(s) bimestre(s) seguinte(s) (2º semestre), poderão ser repetidas para o período de ausência ou ele fará provas referente ao 1º semestre, comprovando o conhecimento do conteúdo deste período;

3.11.4  quanto à documentação escolar, o aluno deve ser desligado do Colégio, pedindo a sua transferência na Secretaria; preenchendo a folha de desligamento do Colégio, assinalando o item intercâmbio;

3.11.5  cada caso pode ser analisado individualmente.